quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Série: PLANTIO E COLHEITA - Tema: "Quem de fato eu sou?"


TEMA: Quem de fato eu sou?

Gn. 1: 27 e 28 - “Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra.” 

I Pe. 4: 10 - “Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.”

Na celebração do Pêssach (a Páscoa Judaica), vemos 4 tipos de filhos: O Maduro, o Rebelde, o Simples e o que nem sabe ainda perguntar;

Na celebração do Sucot (Festas de Tabernáculos), vemos 4 tipos de pessoas: À que tem perfume e sabor (como o Etrog – fruto cítrico); a que não tem cheiro, mas, tem um sabor incrível (como a Tamareira); a que tem perfume marcante, mas, o sabor é muito ruim (como a Hadassa) e a que não possui cheiro e nem sabor (como o Salgueiro). 

Temos neste tempo meditado sobre 4 tipos diferentes de solo, que representam 4 tipos diferentes de pessoas: Aqueles que estão prontos para receber a Palavra de Deus e imediatamente frutificar; Aqueles que receberam a Palavra mas, as paixões do mundo e o amor às riquezas tornaram infrutíferas tais pessoas; Também temos aquelas que as lutas que surgem como pedras no nosso caminho, acabaram por afastar tais pessoas. Por fim, temos aquelas pessoas que são sempre roubadas já que não compreendem o Amor de Deus expresso nas Palavras que recebem.

Enfim, mais uma vez 4 tipos de pessoas.

Há quem veja que estas 4 características se apresentam em diferentes fases da vida de uma pessoa, como de alguém que não compreende nada como um bebê, mas, pode amadurecer até transformar-se numa Terra Preparada, ser um Filho Maduro, uma pessoa realmente extraordinária.

Isso nos ajuda muito a entender como lidar com as pessoas. A nós, como os primeiros apóstolos, chamados como Semeadores, que lançarão a Palavra de Deus para que O SENHOR colha Filhos para O Reino, compreender que temos que saber lidar com cada tipo de situação já que a Terra por si mesma produz, (Veja isso):

Mc. 4: 28 – “A terra por si mesma frutifica: primeiro a erva, depois, a espiga, e, por fim, o grão cheio na espiga”

A Palavra usada por Marcos para “por si mesma” é: (AUTOMATOS), de onde vem: AUTOMÁTICO, ou seja: A Terra tem um poder de gerar quando uma semente é lançada nela. A Terra é frutífera.

Quando a Semente é A Palavra de Deus e tal semente é lançada na Terra e as Pedras são removidas, os espinhos queimados, os ladrões destruídos, a Terra vai brotar a Vida de Deus, mas, percebemos que não é só a Palavra de Deus que tem sido semeada. Também muitíssima coisa, como o Joio, como ervas daninhas tem sido semeadas e porque a Terra produz por si mesma (automaticamente), muita coisa bastante distante da Vontade de Deus tem aparecido nas nossas vida.

Não parece ser isso que a Bíblia diz: “Deus plantou um Jardim no Éden, com todo tipo de árvores, agradáveis à vista e boas ao Paladar”, mas, também diz que “POR CAUSA DO PECADO” a Terra foi Amaldiçoada e passou a produzir “espinhos e abrolhos”?

O que mudou? Quem mudou?

A Terra? Ela continua produzindo. A Terra gera o que for lançado nela.
A Semente? A Palavra de Deus continua pura. A Palavra de Deus é uma Pessoa: Jesus. 

Nós seres humanos somos de certa forma muito parecidos: Temos braços, pernas, olhos, boca, orelhas, nos reproduzimos da mesma forma desde que fomos criados, nos alimentamos, etc. Coisas que todos os seres humanos fazem e precisam fazer para viver. 

Mas, ao mesmo tempo, somos diferentes. Temos interesses diferentes, temos maneiras distintas de realizar coisas, temos, hábitos alimentares diferentes e alcançamos por diferentes caminhos objetivos que entendemos serem importantes para nós.

Enquanto alguns são arrojados e inovam sempre para conseguirem coisas de forma mais rápida e eficiente, outros cuidam de apenas imitar a melhor forma de se fazer algo que até então alguém conseguiu...

Tão parecidos e ao mesmo tempo distintos. Tão diferentes uns dos outros.

Quem fez isso?
DEUS!

Ao mesmo tempo em que Deus nos fez (todos nós), à Sua Imagem e conforme a Sua Semelhança, O Criador também nos deu características pessoais, dons, talentos, capacidades, que faz de cada um de nós pessoas especiais e necessárias para algo muito maior do que os nossos próprios interesses. 

Deus tem um propósito para nós.

Por causa do Pecado, o homem afastou-se de Deus e naturalmente do seu Propósito. 

Esse Propósito precisa ser manifesto num determinado TEMPO.

Se o homem PERDE O SEU TEMPO. A Oportunidade dele, ser restaurado, conduzido de volta ao Propósito de Deus para a sua vida pode passar. O Propósito que Deus queria realizar com esta vida, não será realizado então... Deus perdeu? CLARO QUE NÃO!

Deus levanta outras pessoas que cumprirão o que está no Seu Coração.

Mas, e nós?

Deus deixará de nos amar?
Deus vai mudar o seu propósito para conosco?
Qual era mesmo o Propósito de Deus para mim?
Será que eu ainda tenho tempo?

O que terá ocupado a minha vida no tempo em que o Propósito de Deus deveria estar se cumprindo?

Por que eu não consigo mais ver o propósito de Deus para mim? 
Será que eu não consigo ver no espelho quem eu realmente sou?
Será que eu criei um personagem distante de quem sou ou da vocação que Deus tinha pra mim?

DEUS TE CRIOU
ELE TE DEU CARACTERÍSTICAS PRÓPRIAS, MANIFESTAS EM DONS, HABILIDADES, FACILIDADES...
DEUS TE INSERIU NESTE TEMPO PARA QUE A SUA MULTIFORME GRAÇA FOSSE MANIFESTA!

VOCÊ É ÚNICO;
VOCÊ TÊM UM PROPÓSITO;
VOCÊ PARECE COM DEUS!!!


Muitas perguntas...
Mas, Quem de fato você é?


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

Nenhum comentário:

Postar um comentário